ESSE EU TINHA EM VINIL: Rocket to Russia (Ramones, 1977)

Música é momento.

Quando comprei esse disco do Ramones não estava no momento certo. Por isso detestei a música do grupo.

Na época, não conhecia nada da banda e a ideia de punk-rock pra mim estava ligada ao Sex Pistols, The Clash, Dead Kennedys. A música dos Ramones exalava algo que não se parecia com punk. Não havia o senso de perigo, não havia agressividade, ao contrário, soava muito ingênuo, bubblegum e mais básico que meus “heróis” do punk. Pra mim ‘Rocket to Russia’não correspondia à minha ideia de punk, mesmo tendo lido que os Ramones eram uma das bandas precursoras do punk-rock, pra mim Ramones não era punk, musicalmente falando.

Um das coisas que eu gostava era a capa, totalmente despojada, realmente punk.

Havia algumas músicas que me agradavam como ‘I Don’t Care’ (onde se percebia a chupação que a Legião Urbana fez para a sua ‘Que País é Esse’), ‘We’re a Happy Family’ e ‘Teenage Lobotomy’. Mas, sendo sincero, o álbum não me agradou de modo geral, soava muito básico e infantil. Tanto que troquei a bolacha com um amigo, não lembro por qual álbum.

Vejam como se confirma a afirmação na primeira frase desse texto.
Anos mais tarde os Ramones viriam a se tornar uma das minhas obsessões graças à coletânea ‘Ramonesmania’, que um amigo me emprestou, já em CD.

Fiquei passado, não entendia como não havia gostado dos Ramones quando comprei ‘Rocket to Russia’. “Como é divertida a música dos Ramones”, eu pensei. Mas era justamente isso, na época do ‘Rocket to Russia’ diversão era tudo que menos queria encontrar na música, eu queria (como disse antes) perigo, agressividade, ódio, melancolia…menos diversão.

Por isso, naquela época a música dos Ramones não me agradou, ao contrário, me fez criar uma ojeriza que se desfaria anos mais tarde. Ainda bem! Hoje eu gosto pra caramba dos Ramones, e adoro o ‘Brain Drain’.

Não pensem que essa seria a primeira vez que eu detestaria uma banda e mais tarde passaria a gostar, aconteceu também com os Talking Heads e o Stone Roses, que fica pra um outro momento.

______________________________________

Um pensamento sobre “ESSE EU TINHA EM VINIL: Rocket to Russia (Ramones, 1977)

  1. Esse eu tenho em cd e é um dos meus favoritos dos Ramones. Lembro muito bem da sua história Luciano, aliás, compartilhávamos da mesma idéia em relação à banda. Hoje nem precisa dizer o quanto os Ramones são legais e fundamentais pra história da música pop!
    “Here Today, Gone Tomorrow” pra mim é uma das melhores dos Ramones.
    Bons tempos quando malhávamos na “Academia dos Flintstones” ao som contagiante de Loco Live!
    Eheheheh…

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s