CINEMA: Predators (Predadores, 2010)

Quando indagado por um amigo meu – também fã de filmes baseados em ficção científica – o porquê de não ter gostado de ‘Predadores’, nem soube por onde começar. Para ele, o motivo caberia ao fato de o filme extrapolar em efeitos especiais tirando um pouco a emoção do que foi o primeiro filme, lá de 1987, do diretor John McTiernan. Pior que não foi, considero até que o filme não exagera nos efeitos.

Não há tantas diferenças visuais e técnicas entre ambos (1987 e 2010) e a narrativa segue uma mesma linha. A selva está ali (só que agora os caçados estão no planeta das criaturas), os combatentes fortes se fazem presente (fisicamente, Adrien Brody está longe de ser um Arnold Swarzenegger, porém, a guerra também é psicológica, e ele tem liderança e muita estratégia), as armadilhas voltam à ativa (agora temos até a presença de uns cachorros nada fofinhos).

O problema é que você fica até com certo suspense na primeira meia hora do filme, que é quando o grupo começa a se conhecer (mesmo com aquele ar de desconfiança) e as criaturas ainda nem deram as caras. Vale lembrar que eles caem de paraquedas no planeta, e cada um representa uma espécie de ‘predador’ em seu país (Yakuza, Black Ops, etc). Depois, a ação ganha velocidade vertiginosamente e o suspense deixa a desejar, e mesmo no primeiro filme, era digno ver a batalha dos combatentes com as criaturas (mesmo que eles sejam exterminados num piscar de olhos) ou mesmo na preparação das armadilhas pelos próprios humanos quando eles passam a conhecer o inimigo. Talvez faltou emoção aqui, boas cenas de ação entre homens e criaturas ali e até mesmo você ter carisma com os personagens – mesmo que alguns sejam assassinos ou dotados apenas de músculos sem muita razão na mente.

Cuidado: alguns spoilers daqui em diante!

Ainda há alguns momentos que nada acrescentam à narrativa e não fariam falta ao desenrolar da película. Como, por exemplo, o surgimento – de uma hora pra outra – de Noland (Laurence Fishburne), que apesar de ter matado algumas criaturas e até se valer da camuflagem delas, consegue sumir de cena muito ‘facilmente’. E algumas cenas não alcançam o impacto do que poderia ser um confronto no limite da tensão (como foi a luta final lá no filme de 1987), mesmo sabendo que a criatura tem dezenas de recursos a mais para vencer. Royce (Adrien Brody) chega praticamente sem dificuldade à nave, e mesmo depois, vence de uma forma até banal (sempre com aquela ajudinha de quem você acha que tinha largado os pontos…).

Claro que Robert Rodriguez quis fugir de algumas cenas antológicas do primeiro filme, colocar mais estratégia aqui (e menos músculos) e achei até que a ideia de colocar vários combatentes de países que geralmente tem conflitos civis ou militares (Rússia, Guatemala, Serra Leoa) e de máfias notórias (como a Yakuza do Japão) foi bem aproveitada, mas falta deixar no espectador aquele olhar de perplexidade que tivemos lá em 1987 (mesmo sabendo que era mais um exagerado e mentiroso típico filme de ação passando). Ou mesmo, talvez a criatura não assuste mais, seja uma boboca moderna e junto com a saga Aliens, era preferível nem ter saído o segundo filme, que fosse assim.

Nota: 5,0

Um pensamento sobre “CINEMA: Predators (Predadores, 2010)

  1. Até tava com uma expectativa positiva em relação a esse filme por causa do Adrien Brody, se bem que atualmente ele tem se metido em algumas produções bem fraquinhas, espero que ele não siga o rumo de bons atores que acabam a carreira em filmes “menores”. Voltando ao filme, acho que quando fizeram a sequência com Danny Glover já ficou ruim, quando fizeram Aliens VS Predador ficou pior ainda, afinal o que o cinema mais faz é pegar uma idéia interessante e estragá-la até não poder mais, infelizmente. Um suspense/terror interessante que assisti por esses dias foi o espanhol La Herencia Valdemar, que apesar de não trazer nada de “novo” ao gênero, é um filme de terror no estilo clássico e com uma trama interessante, o único mal é que foi feito em duas partes e a segunda só sai em outubro. Onde achei? Via torrent.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s