CLÁSSICOS: Dire Straits – Brothers In Arms (1985)

Estréia de mais uma seção do blog, voltada para crítica de álbuns considerados essenciais a qualquer discoteca básica. Ou seja, um clássico!

Banda londrina formada em 1977, ano da explosão da punk music, o Dire Straits preferiu andar na contramão ao fazer um rock clássico misturado a country music, com pitadas de blues adicionadas à leveza da música pop. Tinha como líder o guitarrista (um dos melhores de todos os tempos) e vocalista Mark Knopfler, acompanhado de excelentes músicos. No primeiro álbum, “Dire Straits – 1978” (também um clássico), a banda lançou um mega hit – “Sultans Of Swing” (possui um dos solos de guitarra mais conhecido mundialmente). 

Brothers In Arms – 1985” (penúltimo álbum de estúdio) é o melhor trabalho da banda! Não porque foi um estrondoso sucesso mundial de vendas, e sim porque é um competente trabalho que demonstra toda maturidade da banda, através de excelentes composições, músicas com melodias marcantes, letras de um romantismo ácido ou que denunciam os sofrimentos da guerra; e muita sofisticação.

A primeira metade do álbum fica por conta das canções românticas, tendo como abertura a hipnótica “So Far Away”, de andamento lento ditado por riff de guitarra marcante. “Money For Nothing”, segunda faixa, é uma canção de apelo pop (cita até a MTV) que fala sobre as vantagens de ser um astro da música. Mais uma vez a guitarra de Mark, com sua técnica apurada de dedilhado sem o uso de palheta, faz a diferença com mais um riff inconfundível. A terceira faixa, “Walk Of Life”, é um alegre e contagiante twist acompanhado de um tecladinho que não sai da cabeça. “Your Latest Trick” e “Why Worry”, faixas seguintes, são duas belas canções românticas onde a primeira possui um bonito solo de sax e a segunda – um maravilhoso dedilhado de guitarra. 

As músicas que seguem, falam sobre a tristeza, o sofrimento e angústia que a guerra proporciona, encerrando com a belíssima faixa homônima: “Brothers In Arms”. Temos então um trabalho musical que é um perfeito ponto de convergência entre o rock, o country e a música pop. Imperdível!

Um pensamento sobre “CLÁSSICOS: Dire Straits – Brothers In Arms (1985)

  1. Além de marcante, esse álbum foi importante, não só pela influência/sucesso que ele proporcionou, mas também por ter sido um dos primeiros álbuns a ser lançado em formato digital, por CD.
    Obrigado por me relembrar deste clássico!

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s