Guster – Easy Wonderful (2010)

Os americanos do Guster já tem 15 anos de carreira. Não tão comentados assim pela internet, o grupo conseguiu lançar produções boas como ‘Ganging Up The Sun’ (2006). Difícil também ficar imune a músicas com jeito de hit a exemplo de ‘Satellite’. Depois de 4 anos, a banda retorna sem muito estardalhaço.

O problema é que o Guster vem com boas ideias, pois ainda faz aquele pop-rock honesto e competente com ligeiras pitadas de folk e country, sem muitas firulas, por isso mesmo, não muda ou não acrescenta muita coisa à sua sonoridade. Por azar, e optando pelo que geralmente detesto fazer – que é comparar – o disco anterior é bem superior a ‘Easy Wonderful’. O problema talvez seja a irregularidade que se apresenta durante o álbum. O péssimo ato de pular algumas faixas e ficar pedindo para que o disco fosse menor. O Guster precisaria de músicas mais arranjadas, pois há uma certa repetição no ‘modus operandi’ de algumas faixas do disco.

De qualquer forma, entre um disco regular a (quase) bom, o grupo deixa alguns momentos inspirados. ‘On The Ocean’ poderia ser a ‘bola da vez’ do disco e lembra a capacidade da banda de criar hits grudentos dos anos anteriores como ‘Satellite’ (já citada) e ‘One Man Wrecking Machine’. ‘Stay With Me Jesus’ bebe da fonte de artistas renomados como Bob Dylan. A acústica ‘That’s No Way To Get Into Heaven’ ganha delicadeza e traz um momento mais intimista do álbum. Até uma gaita simpática nos convida a acompanhar o pop adocicado de ‘This Is How It Feels To Have A Broken Heart’. Sopros dão mais vida à sonoridade de ‘What You Call Love’. Uma coisa é certa: as letras das músicas tratam muito de religião/espiritualidade a exemplo da já comentada ‘Stay With Me Jesus’ e ‘Jesus And Mary’.

Claro que para os fãs extremos da banda, ‘Easy Wonderful’ ganhará um lugar cativo. Não tenho dúvida. Para os mais exigentes, ou para quem vive à busca de novidades pela internet – eu, por exemplo – a produção dos americanos fica devendo, em certa parte. A banda, que já tem 1 década e meia, deve pensar no próximo trabalho, caso contrário, pode perder espaço para outros grupos aí que com apenas 5 anos de atividade, já galgaram degraus mais elevados.

Nota: 5,8

Mais sobre a banda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s