IRON & WINE – ‘Kiss Each Other Clean’ (2011)

Dá para se reinventar algum gênero/estilo musical? Ou mesmo surgirá, em algum tempo, uma nova grande banda, que perdure por pelo menos 10/20 anos? Nós, amantes de música, sempre ficamos questionando, ou mesmo volta e meia perguntando para os amigos sobre essas grandes dúvidas no universo da música. Eu mesmo vejo pessoas ‘procurando’ e ‘exigindo’ um novo ‘Ok Computer’ (1999) até hoje. E se sua trajetória dentro desse próprio universo envolve pelo menos 4 passagens de décadas, fica tudo difícil questionar e caímos naquela máxima de que ‘não há critérios de verdade’.

Em certa parte, a teoria é que – e todos os meus parceiros desse blog e alguns leitores já concordaram – música hoje em dia virou sinônimo de quantidade, e não de qualidade. É mais comum dizer – não generalizando – que eu espero e sigo um hype, do que procurar por outra banda ali, quieta, arredia à mídia. Mostrar quantos grupos você baixou naquele dia virou ofício mais fácil do que realmente reconhecer aquele disco que te tocou ali, corpo e mente, e que enlevou sua alma em qualquer lugar de sua rotina.

E sabem quem faz isso bem? Um músico chamado Samuel Bean. Barbudo, simples, acompanhado de uma banda ousada, capaz de belos arranjos e de reinventar – não, nada de reinvenção, por favor, nada de um novo ‘Messias’ – de pelo menos fazer o ouvinte prestar atenção no gênero. E sabem, nunca tinha parado para ouvir um álbum inteiro do Iron & Wine mesmo com sua década de música. Não me perguntem o porquê. Até mesmo gosto dessa situação, pois tenho vontade de ouvir os discos iniciais da banda/artista em questão até os dias atuais, para analisar as melhorias, as mudanças, o amadurecimento que todos nós pretendemos escutar certo dia. Mesmo não fazendo tal procedimento (ainda), afirmo que ‘Kiss Each Other Clean’ é soberbo até para o ‘marinheiro de …’ – ou melhor – o ouvinte de primeiros conhecimentos musicais.

O instrumental é rico. Ouça num bom fone de ouvido. A voz de Bean passeia entre uma percussão mágica, sopros, ritmos vertiginosos para o ouvinte mesmo diante de um pop-folk simples (simples é ironia minha) como fica certo em ‘Me And Lazarus’. A abertura glamorosa e sofisticada de ‘Walking Far From Home’ mostra como vocais de apoio ainda nos encantam. A graciosa e alegre ‘Monkeys Uptown’ até ‘brinca’ de ser um novo tipo de folk, e no meio de um baixo marcante, ganha tons de pop radiofônico até (caso as rádios fossem mais abertas a outras sonoridades). ‘Half Moon’ é folk puro, de raiz, de fazer você ir para algum deserto e passar uma noite longe da vida citadina.

Até os recursos eletrônicos do disco foram bem condicionados, nada merece destaque demais, nada causa tédio e cada música ganha recheios instrumentais com a marca de importantes artistas que passaram pela história da música (talvez aquelas 4 décadas que já citei anteriormente).

Um disco que poderia passar um dia inteiro comentando. E sobre as questões no início dessa resenha, melhor deixar pra lá. O mundo tem perguntas sem respostas demais, porém, tem lacunas demais, tem gente despercebida demais, tem gente recebendo destaque precipitado. E sabem, música não precisa de respostas; precisa de exemplos como Iron & Wine para me fazer continuar a escrever sobre essa arte, que na verdade, não precisa ser reinventada, precisa sim ter gente de talento e contempladores.

Nota: 8,5

Saiba mais, pesquise mais aqui.

Nessa página também.

3 pensamentos sobre “IRON & WINE – ‘Kiss Each Other Clean’ (2011)

  1. Desculpem-me pela falta de atenção, e parabéns Eduardo, pela excelente matéria e ótima dica de um grande álbum!

    Curtir

  2. Não é exagero quando vc diz: “… Kiss Each Other Clean’ é soberbo até para o ‘marinheiro de …’ – ou melhor – o ouvinte de primeiros conhecimentos musicais”. Perfeito!
    “Kiss Each…” já é um dos primeiros grandes lançamentos deste 2011, que proporciona um prazer auditivo enorme.
    Bela matéria Luciano, mostrando que o blog tem muita estrada a percorrer – Go Ahead!

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s