POP ONÍRICO: Colour Kane – Mild to Wild (2011)

ANTERIORES:
+ Autumn’s Grey Solace – Eifelian (2011)
+ Scarlet Youth – Goodbye Doesn’t Mean I’m Gone (2010)

Em seu segundo álbum o trio belga explicita suas influências de Cocteau Twins, numa espécie de ‘upgrade’ para a sonoridade criada pela banda de Guthrie/Liz.

‘A Taste Of’, seu álbum anterior, permitia vislumbrar as referências etéreas do Cocteau de uma forma mais indireta, transitava por caminhos mais trip e mais eletrônico. ‘Mild to Wild’ radicaliza nas intenções de se aproximar.

Tudo é muito bonito, as composições são realmente hipnotizantes, as ondas de guitarras vão transportando para uma viajem com a condução dos belos vocais de Marjan Snykers, mas tudo falha quando o quesito é originalidade, ou melhor, personalidade.

Já na abertura com ‘A Wastelan Tale’ a sensação é de que estamos a ouvir algum álbum do Cocteau Twins, não só pelas texturas de guitarras, mas também pelo modo de cantar (como se estivesse balbuciando), que se tornou uma espécie de marca registrada de Liz Fraser.

Tirando o excesso de referências, sobra o que a tecnologia pode oferecer nos dias de hoje ao grupo em termos de variações das batidas eletrônicas e um lado mais acessível na sonoridade do grupo, menos denso, que pode lhes permitir tocar tranquilamente nas rádios.

Apadrinhados pelo próprio Robin Guthrie, que participa em algumas faixas, o Colour Kane parece se deslumbrar com sua capacidade de tanto se aproximarem da música composta pelos seus padrinhos (como explicar linhas de guitarra de ‘Flower Hopping Popping Madly’?), se a intenção é essa: fazer uma homenagem ao dreampop dos CT, o grupo acerta em cheio; senão, precisam com urgência fazer um ‘upgrade’ em seu próprio som.

Entre os momentos mais sublimes de ‘Mild to Wild’, destacam-se ‘Papilon’ e a própria faixa título.

__________________________________

6 pensamentos sobre “POP ONÍRICO: Colour Kane – Mild to Wild (2011)

  1. Escutei ontem, umas duas vezes. Rapidamente falando, lembra bem o CT. Há músicas maravilhosas, mas acho que depois da metade há um certo cansaço. Em tempo: claro que fiquei curioso para ouvir os trabalhos anteriores, pois só conheci a banda agora em 2011.

    Curtir

  2. Pô, Fernando, legal saber que você nos acompanha desde o Urge Zine, pensei que ninguém mais lembrasse dele, fico feliz. Aproveitar e fazer uma revelação, me arrependo bastante de ter deletado o Urge Zine, perdi quase todos os textos, já que muitos eram postados no trabalho, numa época que eu tinha bastante tempo ocioso. Sobre o Colour Kane, tudo muito bonito nesse novo álbum, só esqueceram de dizer a eles que o CT já fez isso tudo antes (rss), quem sabe num próximo álbum eles venham com uma proposta mais “personal”.

    Curtir

  3. Realmente… Escutei o álbum e adorei ! Ótimas músicas ! Mas fica aquela sensação de “já ouvi antes”… De fato, também prefiro o anterior, que aliás, se não me engano, descobri no antigo “Urgezine”.

    Curtir

  4. Olha, baixei, ouvi uma música apenas no youtube, mas não ouvi o disco todo, pois como já disse em outras ocasiões, estou me dedicando a não ouvir muita coisa, e o que eu escutar, fazer com muita atenção e dedicação para não realizar julgamentos precipitados. Porém, fico com a mesma ideia do Zangelus quanto a percepção do Cocteau Twins. Achei um pouco parecido. Escutando a obra por completo, venho aqui tecer mais opiniões em seguida.

    Curtir

  5. Pois é, Ângelo, o álbum anterior soa mais diversificado, não tão colado ao CT. Parece que pra esse eles ouviram muito os álbuns da banda. Mas não deixa de ser um álbum com canções belíssimas, mesmo que depois dê vontade de escutar os originais.

    Curtir

  6. Em termos sonoros é um belo álbum – “ó último trabalho não lançado pelo Cocteau Twins”. Pena que a vontade de fazer igual é tanta, que a banda esqueceu sua identidade ou pelo menos algo parecido!

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s