GUIA DAS SÉRIES: ‘The Killing’

Sempre advirto para esse meu guia que eu posso entregar algum SPOILER. Então, caso não se importem, sigam adiante.

Emissora dos EUA: AMC (a mesma de ‘Mad Men’ e de ‘Breaking Bad’)
Ano de exibição: 2011.
Temporadas: 1 (até agora, com 9 episódios).
Baseada na: série dinamarquesa ‘Forbrydelsen’.
Temáticas: investigação policial, luto, assassinato, mistério.

Não vou mentir, comecei a assistir ‘The Killing’ até por uma certa influência das belas notas que a série ganhou em diversos sites. Hoje, no oitavo episódio (o nono ainda será conferido), confesso que fiquei curioso para seguir adiante, e isso conta muito, pois muitas séries larguei logo no início por simplesmente falta de interesse meu. Para seguir adiante algo que você precisará acompanhar (sabe-se lá quantas temporadas) é preciso que vários fatores trabalhem em conjunto para te ‘fisgar’ realmente. A série mostra que tem personagens bem construídos; um roteiro não de todo perfeito, mas com poucas falhas; investigação e suspense na medida certa; e não esquece de trazer doses de drama sem soar piegas ou melancólica demais. E não podemos deixar de mencionar aquele gostinho de ‘fiquei curioso, quero logo saber o que vai acontecer depois’ que fica em cada episódio.

No início, todo mundo dizia que ‘The Killing’ era um novo ‘Twin Peaks’. Por favor, longe disso. Talvez, até, no primeiro episódio, temos reminiscências da antiga série clássica. A série da AMC é apoiada em vários núcleos dentro da narrativa, isso apesar de tudo girar em torno da morte da estudante Rosie Larsen. Temos a própria família Larsen que tenta não se desmoronar depois do crime; os investigadores Sarah e Holden com seus problemas pessoais (ela, uma mãe sozinha que tenta cuidar do filho e levar adiante seu relacionamento amoroso com Rick, ele um policial com um passado um tanto quanto obscuro revelado aos poucos na série). Isso sem deixar de mencionar o político Richmond e sua luta na campanha para eleição à prefeitura.

Claro, como já tinha abordado, a série vai desencadeando outras mazelas que vemos atualmente na sociedade: o jogo sujo da política, o trauma entre famílias, a morosidade da justiça em encontrar os autores de crimes, o luto, questão étnicas (pegue aí o próprio personagem Bennet Ahmed, muito importante dentro da trama), a difícil convivência familiar no dia-a-dia e as consequências desastrosas que um julgamento precipitado pode causar.

ATENÇÃO: PARTE COM SPOILERS MAIS FORTES

Claro que nem tudo é passível de elogios, ‘The Killing’ dá seus deslizes (apesar de considerá-los poucos, ainda). Por exemplo, não gostei do aparecimento do o FBI atrás de terroristas no oitavo episódio. E também, a própria campanha eleitoral de Richmond às vezes não adiciona nada, em alguns episódios se arrasta demais, o que leva um pouco a presença do personagem se tornar um tanto quanto apática.

CONCLUSÃO FINAL (LEIA TRANQUILO):

O tempo, ou melhor dizendo, os próximos episódios dirão aonde a série pode chegar. Às vezes até penso que não haja uma possível solução ao caso, que tudo enrole o espectador para não ter um final algum. O assassino ou os assassinos? Fique em aberto, talvez. Um desfecho não à altura. Vi internautas reclamando do nono episódio, prefiro me abster, só depois que assistir, farei meu julgamento. De qualquer forma, ressalto a boa produção do seriado, personagens carismáticas e de que a AMC nunca se esquece de – mesmo num ambiente de mistério/suspense/investigação policial – traçar a dor da perda, as dificuldades das relações humanas e outros aspectos que definem também a vida real. Isso tudo já é uma boa causa à TV.

Fique por dentro:
Site da AMC
Site do IMDB

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s