ALICE GOLD – Seven Rainbows (2011) + BABETTE HAYWARD – You Might Be Somebody (2011)

ANTERIORES:
+ autoKratz – Self Help For Beginners (2011)
+ When Saints Go Machine – Konkylie (2011)

Claro que excelentes cantoras sempre fizeram parte de nossa história musical. Eu, por exemplo, desde pequeno, fico encantado com elas. Sozinhas ou líderes de bandas, algumas despontam ainda mais meu gosto pela música de qualidade. Em 2011, posso afirmar que elas estão arrebentando na cena musical. Sejam as mais experientes (Marissa Nadler, Pj Harvey, Eleanor Friedberger) passando por novatas ou mais desconhecidas (Patty Moon, Fiona Sally Miller, Ezza Rose), fomos presenteados com interessantes álbuns neste ano.

Prova disso são mais duas cantoras que surgem. A inglesa Alice Gold faz sua mescla de pop-rock, com doses de blues. Por vezes suas canções são simples, porém com levadas contagiantes e grudentas a exemplo de ‘Seasons Change’, em outros momentos, Alice carrega um blues enevoado de um denso instrumental muito bem trabalhado e atinge um vocal mais isso é fato em ‘How Long Have These Streets Be Empty’. Candidatas a hits com refrões que martelam em seu cérebro não faltam, claros exemplos com ‘Runaway Love’ e ‘Orbiter’. Outro destaque vai para ‘Conversations Of Love’.

Por sua vez, a canadense Babette Hayward vem daquela escola do folk-country, lembrando um pouco o estilo calmo de uma Margo Timmins da banda Cowboy Junkies ou mesmo de uma Hope Sandoval, do grupo Mazzy Star (associações rápidas aqui). Música para se ouvir tranquilamente, sem muitos momentos com instrumentais muito carregados. Com um bom fone de ouvido, você curte mais a voz de Babette sendo conduzida por melodias pacatas ao violão, aquela percussão tímida, tudo muito rústico e sem firulas. ‘Gravestone Metaphor’ é uma abertura convincente. Os belos dedilhados de cordas combinam bem com a voz pungente de Babette, sobretudo na melancólica ‘Break Line’. Outros destaques: ‘Star In Me’ e ‘To Be Fair’.

Claro que ainda existem alguns (pequenos) contras em ambos os discos. ‘Seven Rainbows’ peca de uma melhor elaboração em sua segunda metade (a primeira metade é muito superior se compararmos). ‘You Might Be Somebody’ acaba sendo um pouco monótono, sobretudo se você não tem muita afinidade com o gênero. Músicas com um instrumental mais variado, inclusive com uso de violinos ou mais arranjadas, seriam bem vindas para o próximo disco. Em tempo, as duas cantoras merecem atenção e que sejam prósperas, e ficaremos de olhos e ouvidos atentos para os próximos trabalhos.

Alice Gold

Babette Hayward

Alice Gold – Runaway Love

Babette Hayward – Break Line

Um pensamento sobre “ALICE GOLD – Seven Rainbows (2011) + BABETTE HAYWARD – You Might Be Somebody (2011)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s