CUSTOMS – Harlequins Of Love (2011)

ANTERIORES
+ THE GIFT – Explode (2011)
+ THE RAPTURE – In The Grace Of Your Love (2011)

De 2000 pra cá, temos: Editors (Inglaterra), Diego (Alemanha), Interpol (EUA), CatPeople (Espanha). O que eles tem em comum? Fazer a sonoridade post-punk moldada mais na herança do grupo Joy Division. Em tais bandas, os instrumentos seguem a mesma linha (os notórios acordes/riffs de guitarra) e os vocais lembram – de uma certa forma – o saudoso Ian Curtis e o que veio depois como The Chameleons, Echo And The Bunnymen, Magazine, etc. Claro que cada banda citada acima foi buscando sua identidade e/ou se desvencilhando dos estigmas que a seguiam, como foi o caso do Editors que buscou outra sonoridade no disco anterior.

Mas estamos falando dos belgas do Customs. Com um disco em 2009 intitulado ‘Enter The Characters’, a banda passou batida. Mas agora, com divulgação mais abrangente em blogs, redes sociais e no Youtube, o grupo está pode receber uma maior repercussão em 2011. ‘Harlequins’ pode ser uma boa canção (e grudenta por sinal) para alavancar o Customs, apesar de ter uma guitarra que lembra ‘This Charming Man’ do The Smiths. A maioria das canções mostra um grupo que preza por instrumental pesado e melodias ágeis, a exemplo de ‘Velvet Love’ e ‘Toupee’.

Mas os belgas por vezes possuem alguns momentos mais requintados e conduzidos por um instrumental menos cru e mais límpido como observamos em ‘Minuet For A Gentleman’ e ‘Insanity’s Famous Last Words’ (que tem até adição de pianos). ‘Your Roses’ tem um clima mais dançante e quase flertando com o eletrônico. Num resumo geral, ao longo do disco percebemos muitas semelhanças com Interpol e Editors (sobretudo com o primeiro álbum de ambas as bandas citadas).

Como já remoído aqui em vários textos, não acho ruim essa semelhança ou esse mero pastiche. Quando a banda tem méritos, lança um álbum agradável de ouvir e busca mudanças em sua discografia, tudo é válido. Mas é uma escada, com mais trabalhos isso pode chegar. Em relação ao Customs ainda faltam alguns degraus. Um disco que praticamente não soa espetacular, apesar de ter faixas que são praticamente hits desse ano. Como foi no caso do Editors, o tempo vai dizer se a banda melhora, amadurece e apresenta trabalhos mais coesos.

Página oficial

Um pensamento sobre “CUSTOMS – Harlequins Of Love (2011)

  1. Excelente banda! Baixei o cd e não me arrependi. Para quem gosta de música indie, um prato cheio! Inciantes, com grande potencial!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s