GUIA DAS SÉRIES: Sherlock

ANTERIORES:
+ Alcatraz
+ Boardwalk Empire

Emissora: BBC
Anos de exibição: 2010/2012.
Temporadas: 2 (com 3 episódios cada). Podemos ter uma terceira em 2013.
Tempo de duração de cada episódio: 80 a 90 minutos
Criadores da série: Steven Moffat e Mark Gatiss, baseados na criação de Arthur Conan Doyle
Temáticas: personagens da literatura mundial, mistério, detetives, investigação policial, assassinatos, intrigas

Sherlock Holmes vive em plena Londres do Século XXI. Usa internet e telefone celular, porém mora no mesmo endereço (221b Baker Street) e continua muito astuto e inteligente. Calma leitores, falo da série de TV inglesa com o nome do notório personagem da literatura de mistério. E com certeza, o escritor Sir Arthur Conan Doyle não deve estar se revirando em seu caixão, de forma alguma, uma vez que a série é bem bacana por vários aspectos e consegue fazer jus ao personagem clássico.

Vivendo numa Londres moderna, seguindo uma vida um tanto quanto solitária (a seu modo), o jovem Sherlock passa seus dias resolvendo casos junto à polícia local. Agraciado por alguns policiais/investigadores, e ao mesmo tempo considerado doido por outros, ele toma suas investigações como um hobby necessário e infalível. Como já sabemos de antemão, o parceiro e amigo inseparável de Sherlock, o caro Watson’, vai aparecer aqui como um colega de apartamento (para dividir as despesas). De início, esse universo é novo para Watson, um ex-médico de guerra que participou da guerra do Afeganistão. Ele terá que se acostumar às manias e ao hobby de Holmes, apesar de querer levar uma vida normal, e ainda por cima, passa também a ser um ávido seguidor de pistas, ajudando muito nosso dedicado detetive.

Apesar de se passar nos tempos atuais e se valer dos efeitos e tecnologias que o cinema atual proporciona, a ambientação está bem legal, não há exageros de efeitos visuais, o clima mesmo assim lembra o noir e combina com os casos. Metrôs, becos, prédios abandonados, a cena noturna em geral, tudo ficou bem encaixado e ajuda a dar um clima de mistério às investigações. Os diálogos são ágeis e inteligentes (por vezes precisei voltar alguma cena para entender o que ele havia explicado). Usando deduções, conexões e todo um poder de observação extrema, Sherlock vai elucidando pistas, decifrando a psicologia de suspeitos, descobrindo casos mais estranhos possíveis (que envolvem mitologias orientais até assuntos astronômicos).

Em certas ocasiões, nosso detetive passará por apertos e participará de alguns jogos bem interessantes feitos pelos vilões (ideia bem legal pois não coloca Holmes como um superpoderoso em relação aos demais personagens). A série ainda tem alguns momentos de leve comédia, contrastando bem com o ar de mistério. A própria relação de amizade entre Holmes e Watson descontrai o espectador, e apresenta uma certa comicidade por parte de ambos. Imagine o que é chegar num apartamento e se deparar com seu colega atirando nas paredes para poder passar o tédio?

Na suma geral, o seriado ‘Sherlock’ se aproveita de um grande nome famoso sem que esse mesmo nome seja difamado, ridicularizado ou diminuído. Pelo contrário, mostra como se aproveitar dos artifícios do cinema atual e de clássicos imortais da Literatura para se criar uma trama envolvente, moderna e que pode ser vista por quem é realmente fã do detetive ou que pretende ingressar pela primeira vez em suas investigações.

Mais sobre a série, aqui

IMDB

No site da BBC

Um pensamento sobre “GUIA DAS SÉRIES: Sherlock

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s