DÊ UMA CHANCE: Migala – Asi Duele Um Verano (2002)

ANTERIORES:
+ The Open – Silent Hours (2005)
+ Fredo Viola – The Turn (2008)

Adoro fazer limpezas relacionada à informática (mesmo que resmungando). Por conta desse ato, encontro objetos/coisas que por vezes considerava perdido. Ou melhor, paro para perceber com atenção aquilo que estava jogado de lado. Foi remexendo em vários cd’s de MP3 antigos meus que (re)descobri a banda espanhola Migala. Na época, um colega antenado me passou eles, dois discos (esse da resenha e o igualmente bom ‘Arde’ de 2001).

A desculpa de meu colega é que eu era tão antenado quanto ele, propenso a novidades musicais, e que o Migala se assemelhava muito com os ingleses do Tindersticks (banda da qual sempre tive apreço). Correto. Os vocais letárgicos, por vezes em forma de sussurros (ou até mesmo em forma de monólogos), e todo um instrumental beirando o low-fi, mas com riquezas de detalhes que incluem bonitos violinos e guitarras dedilhadas com classe me lembraram do grupo liderado por Stuart Staples . Adicione aí pitadas de post-rock (o sempre difícil ato de especificar uma tag). Não tem como não afirmar isso depois de ouvir ‘The Whale’ e ‘Gurb Song’. E vindo desse escola musical, também é fácil de lembrar de gênios como Scott Walker e Leonard Cohen.

Para quem espera uma porrada sônica, pode abandonar a audição do disco. Desde a abertura de ‘Wait The Ships Come Back’ sabemos que vamos viajar – musicalmente falando – por um mar sereno, em que a paisagem precisa ser contemplada atenciosamente, onde as surpresas aparecem a cada faixa que surge no disco. Uma viagem que a princípio pode não ser bem absorvida, mas com o caminho já decorado, passa a ser obrigatória em nossas rotinas.

Na velocidade das informações, com tantas bandas novas, o Migala meio que evaporou. Dois discos de considerável qualidade, e olha que nem precise ouvir os demais. Não tão conhecidos na Espanha, muito menos no resto do mundo. Uma pena. Quando a qualidade é vencida pela falta de apoio na mídia, ou mesmo (talvez?) porque a banda foge do circuito EUA-Inglaterra que muitos passaram a valorizar. Dar chances a bandas como Migala sempre é de uma valor inquestionável.

Wikipedia

Ouça ‘Gurb Song’

<img

2 pensamentos sobre “DÊ UMA CHANCE: Migala – Asi Duele Um Verano (2002)

  1. Creio que a banda acabou…não vi mais nenhum comentário, não vi nada pelos sites e fóruns de música. mas, sempre vale ouvir esses 2 discos que citei na minha resenha, pq são bonitos e atuais até hoje. Quando ao Godspeed, ouvi algumas músicas, na época ainda não tinha tanto conhecimento deles, e preciso ouvir algum disco inteiro, pq até hoje estou com esse débito musical. Obrigado pelo comentário, Rajah.

    Curtir

  2. Engraçado… Estava nostálgico, procurando alguma novidade sobre Migala e vim parar aqui. Migala é sensacional.
    Já escutou Godspeed You! Black Emperor?

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s