DAVID BOWIE – The Next Day (2013)

Anteriores:
+ THE MARY ONETTES – Hit The Waves (2013)
+ MOGWAY – Les Revenants (Soundtrack), 2013

Caso fosse um total leigo no mundo da música, e começasse a conhecer e escutar discos em 2013, eu ficaria absorto com esse tal de David Bowie. Entendam bem, todo nome famoso tem um peso no mundo das artes. Aquele filme tão esperado de um diretor consagrado, a continuação de um jogo que já foi sucesso e no nosso caso, o álbum prestes a ser lançado de um músico reverenciado há décadas tanto pelos fãs como por outros artistas. Algo que todo mundo espera e que (geralmente) não irá falhar. E muitos dizem: David Bowie fez um grande disco porque ele é o David Bowie e sua consagração não nos deixa mentir. E já vi gente dizer: ‘eu não falo mal de Bowie porque meus amigos gostam e é cool’. Isso, a meu ver, não é ter identidade. Não é criar seus próprios argumentos sobre a escolha de uma obra e de um artista que você admira.

Imagino eu comprando o disco numa loja, sem saber toda a fama por trás de Bowie, e me surpreendendo com o que eu escuto ali. Alheio a comentários de fãs, tentaria eu mesmo criar vereditos lógicos e plausíveis sobre tal artista. Depois de muito buscar por informações, conversar com outros ouvintes mais experientes, saberia que ele é um músico de 66 anos, um respeitado e talentoso crooner, sem medo de ousar, já atuou em cinema, como também fez várias participações com outros artistas e fez outras bandas como o Tin Machine. Esse Bowie ainda tem muito fôlego. É preciso admirá-lo mesmo. Passou tranquilamente por várias décadas, sempre acompanhando o que a música lançava ou o que era modismo (como a cena eletrônica na década de 90), sem nunca perder as letras com conteúdo, seu carisma e sua idiossincrasia na forma de compor e de cantar.


(Bowie muito bem jovem para sua idade…)

Para quem já conhece o músico, ‘The Next Day’ é um caleidoscópio bem delineado do que Bowie fez até hoje. Assim penso, apesar de que alguns já disseram que o álbum de 2013 carrega um pouco a fase 70 (inclua aí o disco ‘Heroes’ de 1977), e, a bem da verdade, ‘Dirty Boys’ realmente traz lembranças daquele clima 70’s do cantor. Entretanto, aqui temos todo um resumo da carreira do artista. Ao longo das 14 canções, todo um retrospecto bem correlato de quem foi Bowie em mais de 40 anos de história musical.

Aquelas canções que nasceram para virar hits instantâneos e que todo mundo vai reter na memória em ‘The Stars (Are Out Tonight)’ e ‘Valentine’s Day’. Adição da eletrônica de forma inteligente e sutil notada em ‘Love Is Lost’. Voz que nunca perde sua qualidade e intensidade, o tornando um artista seguro e maduro. O título de um dos melhores crooners da música não veio à toa e se confirma na melancólica e encantadora ‘Where Are We Now?’. Não apenas seus vocais, contudo, uma banda sempre afiada que o acompanha, um instrumental avassalador que transforma o pop-rock num punk refinado (ou seria o contrário?), é exatamente o que percebemos em ‘If You Can See Me’.


(Um verdadeiro camaleão que passou pelo tempo sempre em constantes mudanças…)

E isso é apenas a metade do disco. Mesmo assim, a produção é equilibrada e até os instantes finais, você terá outras surpresas. E tanto o ouvinte de primeira viagem (suposto no início de meu texto) como o fervoroso, que busca sempre por novidades ou que é fã de carteirinha do músico inglês, terão uma opinião única. Bowie pode ser exaltado, levantar multidões e permanecer no rol dos artistas eternos. Talento, competência, capacidade de entender tanto as velhas como as novas gerações. O cantor ultrapassa barreiras e compreende a história da música. Ser um camaleão sem nunca romper com suas raízes e características, sem nunca ofender o gosto dos ouvintes.

Site oficial

A extensa discografia do cantor

O vídeo de ‘The Stars (Are Out Tonight)’. Mais uma letra bem bacana que fala do mundo da fama?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s