FILMES, JOGOS E SÉRIES QUE ME CONQUISTARAM EM 2013

3PicturesBlogB
(3 grandes momentos em 2013: o filme ‘Os Suspeitos’, o jogo ‘The Last Of Us’ e a série de impacto ‘Breaking Bad’)

Anteriores
+ Considerações sobre cinema, séries e games em 2012
+ Melhores discos de 2013

Assim como na música, também é muito complicado selecionar os principais filmes, jogos e séries de algum ano. Hoje em dia, há muita variedade nas 3 coisas que eu citei. Para todos os gostos, não faltam opções e os mais variados gêneros. A internet possibilitou bastante isso. Não coloco muitos filmes, pois, pra variar, devo assistir muita coisa em 2014 (atrasado). Também sempre me enrolo com o ano da película (por exemplo, não considerei ‘Django Livre’ e ‘O Lugar Onde Tudo Termina’ que muitos colocam como 2013). Atenção: não é por ordem de preferência.

FILMES DE DESTAQUE

01 – Antes da Meia-Noite (Before Midnight)
Um filme que é bom até para quem é solteiro. O casal Jesse e Celine continua cativando e aqui, mais uma vez, temos um filme que trata das nossas vidas: de relacionamentos até família, nada é esquecido. Aliás, Richard Linklater é muito bom em falar das coisas da vida de uma maneira tranquila e sem soar muito cabeça.


02 – Frances Ha (Frances Ha)
Uma comédia sutil e moderna, numa bela nuance em preto-e-branco (adoro essa técnica). Além disso, Greta Gerwig é uma das atrizes mais belas e talentosas desses tempos.


03 – Gravidade (Gravity)
Há muito tempo que pretendia ver um filme como ‘Gravidade’. Para ficar com aquilo na cabeça, para debater nas redes sociais ou mesmo numa mesa de bar. Um filme que mostra muita coisa, difícil situar tudo aqui, mas, que acima de tudo, é uma boa lição de cinema. E olha que nem vi em 3D.


04 – Os Suspeitos (Prisoners)
Vindo de Dennis Villeneuve, o espectador poderia esperar algo de impacto. O diretor nunca erra quando trata de dramas familiares e de questionar a índole humana. Quem viu ‘Incêndios’ (2010) sabe disso. Um filme que segura você até o final e possível de inúmeras conclusões.


05 – Terapia de Risco (Side Effects)
Um filme que não esperava muito. Me enganou completamente, e isso digo até em relação à narrativa (eu julguei que a história seria outra). Olha que assisti sem ao menos saber que era de Steven Soderbergh.

NA BOA? PREFIRA O LIVRO E ESQUEÇA O FILME
O Grande Gatsby

JOGOS DE DESTAQUE

01 – Bioshock Infinite (Irrational Games)
Claro que nenhum Bioshock novo bate a sensação que foi o primeiro. Mas, os mesmos elementos da série, praticamente a mesma jogabilidade estratégica (o aerotrilho foi uma novidade bem vinda) e agora uma cidade visionária flutuante fazem desse jogo um diferencial entre tantos FPS’s que existem no mercado.


02 – The Last Of Us (Naughty Dog)
A mesma jogabilidade da trilogia Uncharted, um survival horror tenso, personagens marcantes, nada de tão novo assim, mas que jogo incisivo e memorável. Termina-se uma vez, e lá vem a vontade de jogá-lo novamente, e de quebra, fica um exemplo para a próxima geração de consoles que está por vir.


03 – Ni No Kuni: The Wrath Of White Witch (Level-5)
Não desrespeitando os inúmeros RPG’s que existem hoje em dia, esse jogo da Level-5 trouxe vida nova ao gênero no console da Sony. Novamente, originalidade passa longe, mas a empresa trouxe uma bela compilação do que já tinha feito lá nos tempos do PS2: um mundo vasto para ser explorado (Dragon Quest VIII), itens para serem criados através de fórmulas (Rogue Galaxy). E não me esqueci de dizer o melhor, a cereja do bolo: tudo com a parceria do sensacional estúdio de animação Ghibli.


04 – Puppeteer (SCE Japan Studio)
Precisei comprar esse jogo para conferir como ele era. Porque até então, não consegui imaginá-lo lendo apenas os reviews. O estado de arte que precisa não apenas ser visto, mas experimentado. E que jogo sensacional. Numa espécie de teatro de marionetes, controlamos o garoto Kutaro. Um jogo bastante original, criativo e cheio de cortes de tesouras e cabeças rolando.


05 – Rayman Legends (Ubisoft)
Em época de extrema valorização do 3D, quem disse que o 2D perde a força? Rayman é a prova cabal de tal fato. Charmoso, colorido, um espetáculo visual e até sonoro (as fases que envolvem músicas são bem divertidas). Um jogo indicado para seus filhos pelas fases inteligentes que possui, e ao mesmo tempo um jogo ‘casca-grossa’ para adultos nostálgicos (ou não) que apreciam fazer 100% num jogo, pegando todos os colecionáveis.

OUTROS DIGNOS DE MENÇÃO:
Remember Me (Capcom)
Tomb Raider (Ubisoft)
Devil May Cry 5 (Capcom)
Splinter Cell Blacklist (Ubisoft)

FRANQUIAS JÁ CANSADAS (MAS A GENTE ATÉ JOGA PQ ADORA UMA JOGATINA)
Gran Turismo 6 (Polyphony Digital), Grand Theft Auto V (Rockstar Games), Need For Speed Rivals (Electronic Arts)


MANCADA DO ANO:
O anúncio do preço absurdo do PS4 no Brasil. Algo que revela o tanto de impostos injustos que pagamos.

SÉRIES DE DESTAQUE

01 – Breaking Bad
Essa nunca desanimou, e acho que fechou no tempo certo, de forma correta. Por muito tempo ouviremos falar de Jessie e de Walter White. Uma série que manteve o pé no chão, mostrou o que é a vida, e mais do que tudo, deu regras tanto para novas séries de TV como para o cinema dos dias atuais.


02 – Game Of Thrones
Uma temporada que teve mais espaço para o drama e menos para a violência. Os personagens (inclusive os novos) trouxeram mais fôlego para a narrativa. Já estou ansioso para a quarta temporada.


03 – Les Revenants (‘The Returned’ nos EUA)
Uma dobradinha aqui nos meus posts. Na música, o Mogwai mandou bem com a trilha sonora, agora, a série merece destaque como uma das melhores de 2013. Já fico ansioso pela nova temporada. Difícil citar elementos da narrativa, mas saiba que aqui temos um belo exemplo do que sempre foi a qualidade da narrativa francesa de suspense/terror.


04 – The Walking Dead
A série que é mais dramática do que de terror. Disso eu já sabia. Tirando a quebra dessa temporada (vamos esperar até 2014), tivemos os personagens envoltos em problemas além de zumbis. E os episódios com o Governador foram bem legais saindo um pouco da prisão. Destaque para o oitavo episódio, de tirar o fôlego.

SÉRIES QUE PERDERAM UM POUCO DO RITMO
Revolution
American Horror Story
Haven

E não fiquem tristes, não precisam chorar como o Oliver do Ni No Kuni…

…em 2014 tem muito mais música, cinema, jogos e séries. 2013 foi um ano bom sim. Retorno no dia 03 de janeiro. Feliz natal e Boas Festas a todos os leitores e frequentadores do nosso site.

2 pensamentos sobre “FILMES, JOGOS E SÉRIES QUE ME CONQUISTARAM EM 2013

  1. Zangelus, obrigado pelo comentário e também por suas opiniões. E não se preocupe quanto vc não opinar sobre jogos, quando me propus a colocar esses 3 aqui, foi exatamente para dar um leque de opções para os leitores. Por exemplo, tenho amigos que adoram filmes, mas não gostam do formato série. A minha intenção era falar mais de todos, porém o texto fica cansativo e achei melhor assim, até mesmo pq atrai a curiosidade de algumas pessoas que não viram o filme, o jogo e a série. Abraços.

    Curtir

  2. Jogos não é muito minha praia Eduardo… até gosto… mas…
    Quanto às séries, fecho contigo sobre Breaking Bad (apesar de só assistir a 1ª temporada – POR ENQUANTO), The Walking Dead e Les Revenants (estas estou em dias)! Sobre os filmes, só assisti “Prisoners” e achei muito bom (vou correr atrás dos outros). É isso aí.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s