CLÁSSICOS: Depeche Mode – Violator (1990)

Anteriores:
+ The Beat – Just Can’t Stop It (1980) / Os Paralamas do Sucesso – O Passo do Lui (1984)
+ The Smiths – The Queen Is Dead (1986)

“Deixe-me te mostrar o mundo em meus olhos”, canta David Gahan na 1ª faixa de “Violator”, anunciando a nova e excelente fase da banda no final dos anos 80! Sucessor do ao vivo “101” (1989), álbum que fechou com chave de ouro e elevou o grupo ao sucesso mundial com a turnê do álbum de estúdio anterior – “Music The Masses” (1987).

Aqui a banda atinge o seu pico na sua carreira musical. Por que digo pico? Porque jamais o DM fez um álbum melhor (igual… talvez) ao “Violator” em termos de qualidade sonora de modo geral. Desde o início, a banda vinha num crescente de qualidade musical, álbum após álbum, até chegar neste momento.

“Violator” é violador, infrator, transgressor e até profanador em todos e bons sentidos! São nove faixas matadoras que não decepciona um só instante o ouvinte. Pelo contrário, como diz a letra de “World In My Eyes” (faixa de abertura): “E você nem tem que se mexer, apenas fique parado, agora deixe que sua mente faça a caminhada”. E assim é dada a partida para uma caminhada sonora esfuziante!

A seguir, temos “Sweetest Perfection” com seus tons dramáticos (letra e música) e regados a doces intervenções de cordas na sua melodia. “Personal Jesus”, música seguinte, é uma espécie de blues eletrônico no qual David declama de forma “profanadora” que cada um encontre seu “Jesus Pessoal” e que como um pastor, tornará-lo um crente, conduzindo-o ao perdão e consequentemente à salvação!

Em “Halo”, temos uma música dançante, na qual a letra fala de esperança, apesar das dores, carências e frustrações encontradas nos prazeres do amor! A seguir, “Waiting For The Night” soa como uma bela e suave canção de ninar, falando da leveza e tranquilidade da noite que está por vir. Atenção! Momento mágico; “Enjoy The Silence” é a sexta e melhor faixa do álbum! Uma música pop perfeita, com todos os ingredientes necessários para torná-la assim: uma levada (batida) com groove bacana, melodia atraente e pegajosa na guitarra de Martin e uma letra maravilhosa – uma ode ao silêncio!

“Policy Of Truth” mantém o clima alegre e dançante de “Enjoy The Silence”, com uma letra que fala das consequências de quem sempre fala a verdade. Martin L. Gore canta bonito em “Blue Dress” (também em “Sweetest Perfection”), penúltima faixa, interpretando um “voyeur” que diante de sua amada mostra que o mais importante é vê-la se vestir; e ainda completa: “E você acredita, que algo tão desprezível, serve a um propósito… porque quando você aprender, você saberá o que faz o mundo girar”. “Clean” encerra a “caminhada” num clima viajante com uma provável autodeclaração de David Gahan sobre agora estar limpo, ou sendo mais direto, livre das drogas!

Se observarmos bem, “Violator” é até um álbum conceitual, pois as letras de cada faixa mantêm uma relação (um elo) entre si. Emblemático!

Dados sobre “Violator”:

– Todas as faixas de “Violator” foram compostas por Martin L. Gore. Na turnê do álbum “World Violation Tour” – Martin assumiu a guitarra e Alan a bateria convencional.
– “Enjoy the Silence”, que seria um dos mais bem-sucedidos singles da banda até o momento (chegou ao número 6 nas paradas britânicas, sendo o primeiro da banda a atingir o top 10 depois de “Master And Servant”) e posteriormente viria a se tornar um dos maiores hits de toda a história da banda. Nos Estados Unidos, o single alcançou a oitava colocação nas paradas daquele país, recebendo certificação de ouro.
– O álbum “Violator” tem a assinatura do produtor Flood (U2, Erasure). Para promover o novo lançamento, a banda realizou uma sessão de autógrafos no interior de uma loja Wherehouse Entertainment em Los Angeles. O evento acabou atraindo um número muito elevado de fãs e terminou em uma confusão generalizada entre as 20 mil pessoas presentes.
– “Violator” chegou no top 10 das paradas tanto dos EUA quanto do Reino Unido. O álbum foi o primeiro da banda a chegar ao top 10 da Billboard 200 – ficou em sétimo lugar por 74 semanas. A banda também recebeu certificação de platina tripla nos EUA pelas 4,5 milhões de vendas do álbum por lá. “Violator continua a ser o álbum mais vendido da história da banda. Mais dois singles do álbum, “Policy Of Truth” e “World in My Eyes”, também atingiram as paradas dos EUA e Reino Unido. No Brasil, “Policy Of Truth” foi a faixa de maior sucesso do álbum, sendo executada em diversas rádios voltadas ao público jovem.
– A “World Violation Tour” marcou o ponto mais alto da popularidade da banda. Nos EUA, 42 mil ingressos foram vendidos em quatro horas para o show no “Giants Stadium” em Nova Jérsei e 48 mil foram vendidos em meia hora para o show no “Dodger Stadium” em Los Angeles. Estima-se que a soma de todas as pessoas presentes nos show da turnê seja cerca de 1,2 milhões.

2 pensamentos sobre “CLÁSSICOS: Depeche Mode – Violator (1990)

  1. Valeu Eduardo! Quando criei a seção “Clássicos” foi com a intenção de chamar a atenção para álbuns imprescindíveis em uma coleção… mas existe esse lado que vc. citou em relação à nova geração que tb. é importante! Ok.

    Curtir

  2. Bom texto que serve de referência tanto para o pessoal da nossa idade que ouve música até para ouvintes da nova geração. Depeche Mode é uma das bandas mais importantes do cenário, e digo não só para a eletrônica. Esse é o disco deles obrigatório, essencial. Uma vez por semana preciso colocar, ao menos, ‘Enjoy The Silence’ para ouvir e me sentir bem. O tipo de canção perfeita, para ser copiada e que agrada a todos. O disco todo foi muito bem feito, é como se fosse, caso traçasse um paralelo, o ‘Ok Computer’ do Radiohead e o ‘Automatic For The People’ do R.E.M. Boa resenha, Ângelo, e gostei de ler sobre as curiosidades.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s