GUIA DAS SÉRIES: Top Of The Lake

Anteriores:
+ Considerações finais sobre Dexter e Breaking Bad
+ Homeland

Emissora: BBC (http://www.bbc.co.uk/)
Episódios: 7
Temporadas: 1 (passou em 2013, não há cogitação de uma nova temporada)
Duração dos episódios: entre 45 a 50 minutos
Escrita por: Jane Campion e Gerard Lee
Ganhadora do: Globo de Ouro com melhor atriz (Elisabeth Moss) de minissérie/telefilme
Temas: desaparecimentos, enigmas, pedofilia, estupro, machismo, relações familiares

‘Top Of The Lake’ chegou agradando a vários críticos, mas não apenas isso, a série veio cheia de fatos curiosos em torno dela, sobretudo antes mesmo das filmagens começarem. Para entender, você pode ver aqui (caso contrário meu texto ficaria longo demais). Jane Campion, vale lembrar, escreveu e dirigiu o aclamado filme ‘O Piano’ (1990). Sob um clima sombrio, depressivo e até atingindo um certo misticismo, assim é conduzida a narrativa da série. O cenário é a Nova Zelândia. Uma menina de 12 anos aparece grávida num isolado vilarejo, é quando entra em ação a detetive Robin Griffin (Elisabeth Moss) para descobrir o motivo da gravidez. Um caso que não será nada fácil para Robin, pois a menina Tui esconde os verdadeiros acontecimentos, além disso, a cidade é envolta pelo machismo, o patriarcalismo e a própria polícia que falha nas investigações.

A situação piora quando Tui desaparece. A detetive enfrentará alguns problemas a mais: toda a prepotência e o machismo de Matt Mitcham (Peter Mullan), uma espécie de velho líder intocável e autoritário da cidade; um lugar envolto em segredos do passado e mortes que não foram desvendadas. E ainda existe a misteriosa Paradise, um pedaço do vilarejo que é um refúgio apenas para mulheres, todas chefiadas e aconselhadas pela mística GJ (Holly Hunter). Robin terá seus dias de agonia atrás da garota Tui, e seu passado também aos poucos é revelado aos telespectadores. Verdades começam a surgir (se a série começa depressiva, passa a ser mais enigmática e angustiante por conta de alguns fatos antigos).


(nem tudo na série será algo digno de um paraíso…)

Jane Campion consegue o mérito de trazer o bom suspense e o policial como gêneros que ainda merecem atenção. E essa agora parece ser uma tendência para os seriados, haja vista ‘True Detective’ que também está recebendo elogios. Os personagens de ‘Top Of The Lake’ ajudam na força da narrativa. A ganhadora do Globo de Ouro, Elisabeth Moss (que já merecia atenção dos tempos de ‘Mad Men’), interpreta aquela policial frágil (a princípio) que tenta ficar erguida no meio de homens violentos e arrogantes. Peter Mullan está gigante em sua atuação. Grita, chora, sente remorso ou mesmo faz ironias, um verdadeiro soberano na cidade, respeitado por muitos. Holly Hunter quase nem fala na narrativa, mas convence com seu aspecto semelhante ao de um oráculo e com seus diálogos sobre a situação feminina (aqui um contrapeso em relação ao personagem machista de Peter Mullan).

Telespectadores acharam algumas falhas no roteiro (normal na maioria das produções). Outros me disseram que aquele final de temporada não foi convincente com o que a série buscava trazer. Alguns fatos ficaram sem solução? Isso sempre existe, sobretudo em se tratando da sétima arte. Gostei por vários motivos. Não se estendeu muito, revela uma Jane Campion com boas ideias e continuam deixando o formato agradável de se assistir. A narrativa imita muito nossa realidade: por vezes um mundo ainda machista, arrogante e cujos crimes passam obscurecidos por uma justiça cega ou então por um seleto grupo que domina aquele ambiente.

IMDB

Página na BBC

Outras séries semelhantes recomendadas de mesmo nível:
True Detective
The Killing
Bron/Broen
Twin Peaks

Um pensamento sobre “GUIA DAS SÉRIES: Top Of The Lake

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s