CINEMA: Captain Phillips (Capitão Phillips, 2013)

Anteriores:
+ Rush (Rush – No Limite da Emoção, 2013)
+ The Way Way Back (O Verão Da Minha Vida, 2013)

Pode ser que eu esteja remando contra a maré, mas considero que o filme ‘Capitão Phillips’ (baseado em fatos reais) não mereça o tanto de premiações que vem ganhando ou então, o tanto de indicações (6 no total) que teve ao Oscar 2014. Claro que para tirar um pouco o peso da minha insatisfação com esse filme valorizado demais, resta dizer que a produção de Paul Greengrass acaba se tornando uma mediana/boa diversão inclusive para um domingo modorrento em alguma TV convencional que não inova em sua programação.

Tom Hanks também sequer teve sua indicação ao Oscar. Convenhamos, dentro do meu respeito ao ator, considero que seu papel aqui está aquém do que foram as suas grandes atuações tais quais em ‘Forrest Gump’ (1994) e ‘O Náufrago’ (2000). A surpresa e a força do filme acaba ficando para a atuação de Barkhad Abdi (esse sim pode abocanhar a estatueta de melhor ator coadjuvante). E fica nisso.


(se a metade do filme empolga, sobretudo com a invasão dos piratas somalis ao navio, infelizmente não posso dizer quanto ao restante…)

Um filme que se segura muito bem na sua metade, mas que depois sofre de marasmo e que não empolga tanto. A tensão inicial é melhor, prende mais o espectador. Se a primeira hora inicial mostra toda a sabedoria, a capacidade e a humanidade de enfrentar a situação do próprio Phillips, a outra hora se prende a um suspense morno enclausurado por conversas e toda aquela negociação entre sequestradores e autoridades, fato esse que você já viu em centenas de filmes. Dessa forma, fica fácil saber como isso termina, e mais uma vez americanos mostram sua soberania e prepotência ao mundo, sem chances para os vilões (vilões?) aqui. Entendam bem, o velho jeito ianque de lidar com situações de risco e que só eles podem salvar o mundo.

Se o dinamarquês ‘Kapringen’ (2012) que também traz o tema de um navio de carga sequestrado por piratas ficou esquecido, por sua vez, ‘Captain Phillips’ ganha créditos demasiados. Por ser o que alguns críticos de cinema louvam, sobretudo em festas de Oscar? Por trazer Tom Hanks e tudo que tem o ator é um filme garantido de sucesso? Não mesmo, isso não me convenceu. Como disse logo no início do texto, um filme com algumas qualidades e particularidades, capaz de criar tensão (não duvide disso), mas que não justifica a abundância de premiações.

Observações:
Queria dizer que de, nenhuma forma, isso é uma resenha que trata de anti-americanismo, por favor. Apenas me cansei de alguns padrões de filmes norte-americanos. E para quem tiver interesse em saber um pouco da história real do Capitão Phillips (cuidado, SPOILERS do filme), clique aqui.

IMDB

Filmow

2 pensamentos sobre “CINEMA: Captain Phillips (Capitão Phillips, 2013)

  1. Não gostei da grandiloquência que foi dada ao filme. Pra mim no máximo uma indicação para ator coadjuvante para Barkhad Abdi, como você falou no seu texto. Tive a mesma sensação que você a meia hora inicial até é interessante, depois acaba caindo em um monte de clichês. Meu preferido pra ganhar o Oscar é 12 anos de Escravidão.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s