REEDITANDO: EXPLOSIONS IN THE SKY – All of a Sudden, I Miss Everyone (2007)

ANTERIORES:
+ GRAVENHURST – The Western Lands (2007)
+ M83 – Saturdays = Youth (2008)

Movimentos em câmera lenta, um olhar perdido para a paisagem por horas a fio que dura pouco mais de um minuto. Desejando perder a noção do tempo, deixo fluir, esqueço tudo em volta. O nascimento e a morte do dia. Melodias que crescem, tomam corpo, ficam gigantescas. Você sabe que uma tempestade se aproxima, as ondas enormes que lhe atingem são um prenúncio. Calculo que a calmaria virá na seqüência. Ela vem, trazendo consigo lembranças doces, amargas, doloridas. Lembranças são sempre contraditórias.

Se tenho que percorrer esses salões que assaltam as emoções, que seja, que sejam bem-vindos, fantasmas. As imagens se multiplicam. Uma câmera imaginária joga na tela uma diversidade de imagens, uma infinidade de sensações trazidas à tona, gerando uma nova seqüência, num movimento de retroalimentação. Querem atingir a alma, revirar os sentimentos, deixá-lo às avessas.

Sozinho. Além da quietude, a música reverbera. Bela e cheia de intensas vibrações. Apaixonado? Nenhuma palavra, nenhuma resposta. É natural sentir medo. Você procura as palavras, mas todas parecem vãs. Preste atenção, sinta. Palavras são desnecessárias. A cada parada uma mudança mínima, mas facilmente perceptível àqueles para quem cada detalhe ganham grandes dimensões. Explosões no céu. Tudo repentinamente. O que vem em seguida é apenas confirmação do que antecedeu. Adeus, solitário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s