GUIA DAS SÉRIES (EXTRA): Considerações Finais Acerca de The Killing e Boardwalk Empire

Board+TheKilling

Anteriores:
+ Considerações finais sobre Dexter e Breaking Bad

ATENÇÃO, SPOILERS!
Claro, por se tratar de um texto que descreve as temporadas finais, convém apenas ao leitor que terminou de acompanhar as séries em questão.

Duas séries com temáticas diferentes, contudo que vieram prometendo muito. Histórias com fundamentos para prender o espectador, bom elenco, produção digna de cinema e até alguns produtores renomados por trás delas (Martin Scorsese chegou a dirigir o primeiro episódio de Boardwalk Empire).

The Killing chegou surpreendente, sobretudo para os apaixonados por thrillers de tirar o fôlego. A série americana foi baseada no também seriado dinamarquês, ‘Forbrydelsen’. Com o mote ‘Quem matou Rosie Larsen’, a série mostrava a luta de dois detetives em busca de uma garota desaparecida. Junto a tudo isso, a dor da família se junta aos episódios, logo, a narrativa mostrou ser uma mistura (bem conduzida) de investigação policial e drama. A identidade do assassino só chega nos instantes finais e a todo momento, somos enganados acerca dos suspeitos. O charme maior da série foi a dupla de policiais (Sarah Linden e Stephen Holder), profissionais competentes, mas que também possuem suas mazelas, culpas e erros.

As temporadas seguintes fogem do mistério de Rosie. Outros crimes surgem, personagens novos, os episódios seguem um padrão de levantar suspeitos e tudo terminava com desfechos surpreendentes, mesmo sem aquele impacto de estréia. A quarta temporada, talvez, tenha sido a mais fraca. O assassino é fácil de ser identificado nos primeiros episódios, temos menos personagens, os suspeitos e as pistas diminuem, e é então, nessa fase da série, que ela ganha mais contornos de drama familiar. Ao mesmo tempo, Sarah e Holder estão mais maduros e aptos a aceitar as mudanças que ocorriam em suas vidas. A série termina melancólica e aberta. Foram 4 temporadas e 44 episódios.

Boardwalk Empire retratava a máfia. Centrada na figura poderosa, mas ao mesmo tempo carismática de Enoch ‘Nucky’ Thompson (Steve Buscemi), o seriado trouxe um cenário americano dos anos 20/30 em meio a Lei Seca. Alguns personagens como Al Capone e Elliot Ness também apareceram aqui, dando uma veracidade maior à época sangrenta. A trama se destacou por apresentar inúmeros personagens, reviravoltas, traições, violência e momentos de impacto. Outro fator decisivo, na minha opinião, foi o seu lado contundente. Aos poucos, personagens marcantes e fundamentais na trama como Chalky White, Richard Harris, Sally Wheet e Nelson Van Alden foram eliminados da narrativa. Numa forma sangrenta e até mesmo vingativa, a série não poupou pessoas importantes e também apresentou um final totalmente amargo, cru e bem ao modo de como foi a máfia, imperdoável.

A quinta temporada teve uma carga emocional fortíssima, centralizada mais em Nucky. Bem condensada em flashbacks, a infância/adolescência simples e tortuosa do personagem serviu para mostrar como foi a construção de seu caráter. Assim como mostra um homem tentando fugir de seus erros/crimes e da máfia, uma pessoa tentando construir uma nova vida. Triste saber que o poderoso Nucky perde seu status e se vê obrigado a aceitar seu império ruindo. O último episódio, ‘Eldorado’, é daqueles para entrar na história: o personagem enfrenta um final trágico e surpreendente, sobretudo depois de tudo que passou pela série. A cena final, lógico, não poderia ter sido mais poética, para nosso deleite. Foram 5 temporadas e 56 episódios.

Guia das Séries retorna em 2015. Porém, no dia 18 de dezembro farei uma breve análise aqui das série bacanas e dos fracassos em 2014. Aguardem.

As resenhas das séries na íntegra:
Boardwalk Empire

The Killing

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s