SAINDO DO FORNO: Black Rivers – Black Rivers (2015)

“Canções climáticas e camadas instrumentais são a tônica do álbum de estreia do Black Rivers”

Anteriores:
+ Diagrams – Chromatics (2015)
+ Tv On The Radio – Seeds (2014)

O Doves deu um tempo depois do lançamento de ‘Kingdom Of Rust’ (2009). Porém, os irmãos Jez e Andy Williams que integravam a banda, resolveram criar o Black Rivers. Os dois se prontificaram a assumir diversos instrumentos presentes no disco. Jez, além das habituais guitarras, toca baixo e teclado. O baterista Andy deu uma canja nos pianos. Claro que o début da dupla remete a muita coisa do Doves, um tanto pela semelhança com as canções climáticas e as camadas instrumentais típicas da banda de Manchester (a sensacional ‘Voyager 1’ e ‘Coral Sea’). Em contrapartida, o duo quer fugir da sombra do Doves e vai experimentando e ousando nas 10 faixas do álbum. Uma espécie de space-rock em ‘The Ship’, uma eletrônica com influência de Air em ‘Harbour Lights’ e rock mais enérgico na densa ‘Age Of Innocence’. Apesar de beber em várias fontes, a dupla mostra ter versatilidade e fôlego para trabalhos vindouros, além de revelar competência com os arranjos e melodias. O álbum foi produzido por Claudius Mittendorfer que já trabalhou com nomes de peso como Johnny Marr, Interpol e Muse.

Facebook

Twitter

Veja o vídeo animado de ‘Voyager 1’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s