POP ONÍRICO: Dissolve – Dissolve EP (2014)

“Duo californiano deixa sua marca no estilo dream-pop”

ANTERIORES:
+ The Stargazer Lilies – We Are the Dreamers (2013)
+ The Sunshine Factory – Sugar (2011)

Atualmente atendendo pelo nome de ‘Dissolve’, o duo californiano Inna Kurikova (voz) e Blaine Patrick (instrumentos e backing vocals) já havia trabalhado junto sob a alcunha de ‘Modern Chasms’, tendo lançado um mini LP homônimo em 2013.

Mudaram o nome mas continuam trabalhando com a mesma matéria prima: dream-pop.

A receita rende canções com sabores conhecidos mas bastante palatáveis: vocais adocicados e guitarras ora etéreas ora ásperas.

Na fuga da fórmula pronta, é possível encontrar na faixa “Statement” não só as famigeradas muralhas de guitarras como uma segunda ou terceira guitarra fazendo uma rápida progressão melódica que lhe dá um tempero um pouco diferente. Pena que seja uma canção que termina quando parece que vai se tornar maior.

“3” se apresenta como uma soma de barulhos sampleados que se juntam a riffs repetitivos e uma batida que parece imitar o ritmo de um coração. De repente, a surpresa: uma mudança para a quietude singela e um dedilhado suave de um violão, e o canto de ninar de Inna. Outra canção que também poderia ser estendida um pouco mais.

Com a dobradinha “Where We Are” e “Innocence” fica mais que claro que a dupla gosta de trabalhar com o barulho, duas canções que pegam firmes nos riffs gritantes tentando soterrar os vocais frágeis, ao melhor estilo imortalizado pelo My Bloody Valentine.

“Pause for Life” fecha esse belo EP com uma mistura de violões e guitarras sampleadas, como se tentassem compor uma dualidade sinfônica unindo lados opostos.

Sem muitas firulas e indo direto ao ponto, o ‘Dissolve” consegue imprimir seu toque pessoal ao estilo deam-pop como poucos.

__________________________________

2 pensamentos sobre “POP ONÍRICO: Dissolve – Dissolve EP (2014)

  1. Obrigado pelo comentário, grande Márcio. Esse EP do Dissolve tá muito bom, vai fundo, já que você é um grande fã do gênero.

    Curtir

  2. Conheço o Modern Charms, tinha essa faixa “Statement” entre meus arquivos mas nunca tinha ouvido com a atenção devida!! valeu a dica Luciano!

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s