POP ONÍRICO: Static Waves 3 – Slowdive Covers (2014)

NOTA: 8,5

“Aura do Slowdive bem representado em tributo da Saint Marie Records”

ANTERIORES:
+ Lightfoils – Hierarchy (2014)
+ Dissolve – Dissolve EP (2014)

Criado na Inglaterra, na dobradinha fim dos 80 e início dos 90, o termo shoegaze não se referia ao som, mais a postura das bandas em palco. Para alguns, concentrados olhando para seus instrumentos, para outros, olhando para baixo, para os sapatos. Daí o termo “admiradores de sapatos” (shoegaze).

Comum também serem taxados como “a cena que se celebra” (The Scene That Celebrates Itself), pois o público de uma banda, em geral era constituído pelos membros das outras. Era comum também usarem camisas das bandas amigas.

O que se convencionou chamar de shoegaze abarca, em verdade, bandas com sonoridades diversas: My Bloody Valentine, Lush, Slowdive, Pale Saints, Moose, Ride, Boo Radleys, Chapterhouse, Swervedriver, pra ficar nos mais conhecidos.

O comum em todas elas acaba sendo a ênfase nas camadas de guitarras em distorção cheias de efeitos de delay, chorus e reverb e vocais lânguidos soterrados pela massa sonora. Alguns explorando o lado mais “viajado” e de atmosferas, outras o mais barulhento, ou misturando ambos. Numa fusão do lado etéreo/sonhador dos Cocteau Twins com a microfonia do Jesus and Mary Chain.

Se shoegaze era o “movimento”, embora tenha se tornado como sinônimo de gênero musical, o termo dreampop surge como forma de definir a sonoridade principalmente das bandas que surgiram fora ou depois da cena, que tinha no selo Creation Records seu centro.

O selo Saint Marie Records pode ser chamado Creation de dos dias atuais.

Sua coletânea anual “Static Waves” apresenta uma faixa de diversos artistas do seu cast. A “Static Waves 3”, lançada em 2014, tem um charme a mais em relação às anteriores por trazer um terceiro disco de versões do Slowdive, uma das shoegaze bands mais importantes.

São treze canções que seguem por tendências sonoras diversas e abarca períodos distintos da carreira da banda, mas com ênfase em Souvlaki (segundo álbum), comparecendo com seis canções, incluindo a clássica “Alison”, na versão mais inusitada de todas, totalmente acústica e quase à capelade Lotte Kestner. Há também versões para canções que não foram lançadas oficialmente, caso de “Joy”, numa versão arrebatadora de guitarras escalando as alturas, com o Spotlight Kid e “Hide Yer Eyes” com o Drowner, rivalizando com as versões originais.

O Seasurfer pega “Dagger”, que originalmente tem uma levada acústica, e vira do avesso ao adicionar peso e distorção em sua releitura personalíssima. Enquanto o Jetman Jet Team resolve construir uma barreira de distorções e efeitos maior que a original em “Souvlaki Space Station”, verdadeira massa sonora.

As versões do Echodrone (Shine), Static Daydream (Beach Song), The High Violets (Altogether), Scarlet Youth (Primal) – minha preferida -, e Resplandor (Morningrise) são ótimas mas seguem a cartilha do gênero e são bem próximas da original, dando um upgrade competente para os dias atuais.

O The Blessed Isles adiciona elementos eletrônicos a “When The Sun Hits”, outro clássico da banda; e o grupo italiano Lilies on Mars segue a onda em “Crazy for You”, faixa do álbum Pygmalion. Por seu lado, The Capsules mantém o minimalismo na tranquila “Here She Comes” mas adicionando também bateria e efeitos eletrônicos.

O resultado final é convincente, a aura do Slowdive sai bem representada para os fãs. As versões podem servir de convite para as novas gerações descobrirem a música do grupo, até porque eles estão de volta aos palcos depois de mais de duas décadas.

__________________________________

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s