OU NÃO: Yucatan

‘Quarteto vindo do País de Gales mostra maturidade e competência em seu mais novo trabalho’.

Anteriores:
+ Stealing Sheep
+ The Slow Show

Foi no estúdio do Sigur Rós em Reikjavik que o segundo disco do Yucatan, ‘Uwch Gopa’r Mynydd’, recebeu sua remasterização. A primeira audição acaba conferindo ao Yucatan comparações com a experiente banda islandesa. Os vocais de Dilwyn Llwyd, o poderoso e vasto instrumental, canções que saltam do silêncio para a fúria e nos pegam de surpresa (‘Ffin’). Composições com orquestrações memoráveis (‘Cwm Llwm’), faixas que não se esquecem de colocar o Ambient num patamar mais pop-rock e acessível (‘Ochenaid’). Por mais que a gente associe o Yucatan ao SR, o grupo merece alçar voos maiores, muito mais grandiosos e além do que foi comprovado aqui. Por enquanto, um álbum que roda bem diversas vezes em seu player e nem dá para a gente se lembrar de procurar a tradução dos títulos das músicas no Google.

Para quem gosta de/algumas similaridades:
Sigur Rós, Múm, Mogwai, Ambient, Post-rock

Facebook

Site

Twitter

Veja o vídeo de ‘Angharad’

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s