TINDERSTICKS – The Waiting Room (2016)

Nota: 8,0

Tindersticks-The-Waiting-Room

‘Tindersticks continua demonstrando amadurecimento com mais um disco apoiado por arranjos suntuosos e pela voz típica de Stuart Staples’

Tindersticks. A banda de Stuart Staples. Não apenas Stuart com seu vozeirão, mas um grupo que criou suas características, que expandiu suas influências (Scott Walker e Leonard Cohen) de forma inteligente, que construiu mais de 20 anos de carreira com discos memoráveis e recomendados. ‘The Waiting Room’ é o décimo trabalho dos ingleses, mostrando bem que a banda vem se aprimorando em outros gêneros além do pop-rock como jazz (‘Help Yourself’), chamber pop, além de ficar mais intimista da música clássica e até do Ambient (‘Planting Holes’). Apesar da busca por outros gêneros, continuamos a presenciar o Tindersticks lá dos primeiros discos, peculiaridades comuns que tornaram a banda uma das referências no cenário musical.

Tratar de assuntos amorosos com a melancolia precisa ainda está em pauta (‘Were We Once Lovers’). Duetos com belos vocais femininos continua em alta. ‘Hey Lucinda’ conta com a participação da canadense Lhasa de Sela e ‘We Are Dreamers’ tem a colaboração de Jehnny Beth (da banda Savages). Vale ressaltar que o vídeo de ‘We Are Dreamers’ teve a produção do diretor brasileiro Gabriel Sanna. ‘Fear Of Emptiness’ revela momentos em que, mesmo sem a voz de Stuart, o ouvinte sente-se em paz com o clima da canção.

Com o passar dos anos, o Tindersticks criou uma de suas marcas registradas. Fazer canções como se fosse uma espécie de monólogo. Tínhamos isso lá desde o primeiro álbum. ‘How He Entered’ apresenta um Stuart que parece dialogar com o ouvinte, um recital de poesia sobre um instrumental minimalista, mas que não deixa de ter seus detalhes importantes.

Difícil recomendar para algum novato na sonoridade, pois estamos diante de um disco complexo e de não tão fácil assimilação. Para quem acompanha desde o início, está tranquilo, temos mais um bom momento da banda que traz tudo em equilíbrio: arranjos, letras, poesia, melodias, amadurecimento e amor pelo que faz. Importante ressaltar que são fatores que mantém o Tindersticks vivo.

Mais de Tindersticks no blog, aqui

Site

Ouça a linda ‘We Are Dreamers’

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s