GUIA DAS SÉRIES: Jessica Jones

Série da Netflix traz o universo da personagem da Marvel para começar a dar ideia no futuro projeto ‘Os Defensores’ (grupo também formado por Demolidor, Luke Cage e Punho de Ferro).

Emissora (EUA): Netflix
Temporadas: 1 até agora (já foi cogitada a segunda temporada)
Episódios até o momento: 13 (cada um com um tempo entre 45 a 55 minutos aproximadamente)
Criadora da série: Melissa Rosenberg
Temáticas: universo Marvel, mulheres, poderes sobre-humanos, ação, investigação.

Ela é forte, pode pular alto, luta bem e tem imunidade psíquica. Esses são alguns dos atributos que essa personagem da Marvel possui e que os espectadores da série poderão ver nos 13 episódios disponíveis. Porém, Jessica Jones não carrega no extremo universo dos heróis aos quais estamos mais acostumados. Aqui impera mais o drama e mesmo com esses poderes, os produtores preferiram não abusar de muita ação e muitas firulas. Pra começar, aqui temos uma detetive solitária com um passado conturbado, traumatizada por fatos ligados ao vilão Kilgrave (que aos poucos, de forma inteligente, a série vai desencadeando as cenas que ocasionaram esse trauma). Jessica bebe, faz sexo, possui um temperamento explosivo, tem uma vizinhança agitada e também não tem uma vida fácil com seus casos, problemas que geralmente não vemos nas produções da Marvel e que com certeza vai estar bem ligado à vida pessoal de muitos espectadores.

O tempo todo, de uma forma geral, a série trabalha com o psicológico. O trauma de Jessica em relação a Kilgrave e o que vai acontecer até o embate final entre os dois garante algo mais cheio de lembranças e remorsos do que propriamente cenas truculentas de ação. Então, sob esse aspecto, a série ganha pontos em traçar mais uma linha de thriller psicológico do que propriamente uma ação frenética. Mas para os fãs de ação, também não há do que se queixar. Jessica volta e meia quebra algo e tem uma cena bem coreografada dela ao lado de Luke Cage lutando num bar.

Sim, Cage aparece bastante no seriado, até mesmo porque é como a Netflix está fazendo para explicar a história ou a interligação de Os Defensores. Outros personagens também bem comuns dão as caras como a advogada Hogarth (que acompanha também os seriados do Punho de Ferro). Uma série como Jessica Jones é importante para mostrar um outro lado da Marvel, o qual o cinema não aproveitou direito, ou praticamente nada, contudo, que os fãs dos quadrinhos precisavam ter. Apesar de um fechamento assim não tão espetacular da temporada, o seriado acaba agradando por unir o lado dramático junto com o investigativo e o da ação, tem suas doses de sensualidade sem soar banal e ainda revela mais o universo das personagens femininas da Marvel, o que, convenhamos, ainda não deslanchou como deveria.

Saiba mais (elenco, sinopse, descrição dos episódios):
IMDB
Netflix
Rotten Tomatoes
Wikipedia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s