LISTA DE 7: 7 Jogos que Mereciam Remakes/Reboots

Dia desses, num grupo de Whatsapp, discutia com os amigos a respeito de quanto me sinto triste em relação ao tanto de remakes e reboots no mundo dos jogos. Isso vale para o cinema também. ‘Horizon Zero Dawn’ da Guerrilla Games provou que jogos novos precisam surgir, devem ganhar espaço no lugar de velhas e cansadas franquias. Entretanto, quem sou eu para ditar a rédea da indústria dos jogos. Se vende e tem público consumidor, vamos continuar fazendo. Pensando nisso, listei alguns jogos então que poderiam sair novamente, dando uma chance de conhecimento a essa nova geração ou então, volta a fazer sorrir o mais forte dos saudosistas. Vale lembrar que a lista segue uma ordem alfabética, e não de preferência do redator.


01 – ALONE IN THE DARK: THE NEW NIGHTMARE (Survival Horror – 2001)
Lembro o medo que senti ao jogar AITD: TNN. Até então, no gênero survival horror, estava muito preso à série Resident Evil. Alone In The Dark também faz bonito com direito a visitas em catacumbas abandonadas e mansões obscuras, além de puzzles de fazer entortar o cérebro. E aqui a munição é bem escassa, lanterna e tocha são suas amigas. Um remake seria bom pela questão de que o jogo que saiu depois, Alone In The Dark: Inferno (2008) foi bem fraco e parece que a série caiu no limbo.


02 – CRASH TEAM RACING (Kart Racing – 1999)
Sou um fã do gênero, então, seria suspeito de não indicar esse jogo aqui. Crash teria tudo para ser o mascote do Playstation da Sony. Por um tempo foi, mas a franquia também não continuou na nova geração. Agora sim, a Vicarious Vision resolveu lançar a trilogia para o PS4, numa nova roupagem, porém o CTR não sairá. Segundo a empresa, há uma possibilidade no futuro do jogo também sair. Queremos certeza, não probabilidades. Um jogo indicado para todas as idades, divertido, trapaceiro no melhor dos sentidos e que muitos fãs não ficariam chateados com um remake.


03 – D (Aventura, Terror interativo – 1995)
Isso mesmo, o nome do jogo é apenas uma letra. Espere para trabalhar seu cérebro com puzzles intrincados, se sentir claustrofóbico, de sentir a aflição da protagonista Laura Harris. Na época o jogador tinha que avançar na moral, sem vídeos ou guias no Youtube, então talvez hoje a pessoa apelaria para muitos spoilers e deixaria passar essa pérola adiante. A Sega está relançando muito de seus jogos, quem sabe ‘D’ não esteja nos planos da empresa também?


04 – GALERIANS (Survival Horror – 2000)
Compre ‘Galerians’ na época do PS1 com medo. Achei que se tratava mais de jogo estratégico. Nada tinha lido a respeito. Um jogo com 3 discos? A maioria vinha apenas em um. No início, é preciso haver toda uma habituação com a história, os controles, se apegar ao personagem. Isso para depois não largar mais, querer ir adiante. Um jogo que teve pouquíssima divulgação e agora seria um bom momento para lançá-lo novamente, quem sabe. Puzzles, história envolvente, personagens marcantes, cenários inspirados, poderes como telecinese e pirocinese. Um jogo que você termina três vezes não pode ser tão ruim assim.

05 – KULA WORLD (Puzzle, 1998 – imagem principal da matéria)
Simplicidade nunca foi expressão de algo sem valor. Uma bola, por cima de plataformas, com muitos obstáculos, você precisa apenas encontrar uma chave. Eu disse apenas? O jogo é curto dentro de padrões atuais. Chegue no último nível para tudo acabar. Ou não, começar de novo usando outra estratégia pode ser uma boa opção. E eu disse que existe tempo? Sim, nos últimos níveis o jogo complica, porém nunca frustra. Além disso, a visão isométrica de Kula World é algo indescritível.


06 – MEDIEVIL (Plataforma, 1998)
Sir Daniel Fortesque. A figura principal de Medievil. Uma esqueleto cavaleiro que empunhando sua espada passa por cenários que conseguem unir o tétrico e o lúdico. Bons desafios, muita exploração pelos cenários, puzzles e o carisma de nosso bravo cavaleiro. Pena que a franquia não seguiu adiante. Sir Daniel depois apareceu somente no jogo de luta PlayStation All-Stars Battle Royale que é composto pelos personagens dos jogos da Sony.


07 – VALKYRIE PROFILE 2: SILMERIA (RPG – 2006)
Esse foi o segundo RPG que me fez entrar de cabeça no gênero. O primeiro foi Final Fantasy X. VP2:S tem um sistema de combate que à primeira vista desanima, mas depois conforme se vai ganhando experiência tudo vira viciante e nos convidar a explorar cada vez mais os cenários, bem caprichados sobretudo pra época. Além disso, inúmeros personagens bem detalhados, labirintos bem desafiantes e muita exploração. Pena que o jogo não ganhou o mesmo destaque da série Final Fantasy, quem sabe nos dias atuais com uma maior divulgação?

Observações:
1 – Tinha intenção de colocar a capa dos jogos, entretanto algumas eu não encontrei em boa resolução. Resolvi colocarimagem do jogo.
2 – Não deixei link para os jogos, porém são jogos com informações bem fáceis de se encontrar na internet, assim como existem vários emuladores onde você pode jogá-los/testá-los.

Outros jogos dignos de menção:
DINO CRISIS (Survival Horror, 1999)
EINHANDER (Nave Side-scrolling, 1997)
GEX (Plataforma – 1994)
HEART OF DARKNESS (Plataforma, 1998)
PARASITE EVE (RPG, Survival Horror – 1998)
ROGUE TRIP (Combate de carros – 1998)

Leitor, sua participação é importante. Comente, dê dicas sobre alguns jogos que mereciam um bom remake ou então podem criticar minha lista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s